Quanto custa a cirurgia para miopia?

Quanto custa a cirurgia de miopia é a dúvida que certamente permeia a mente das pessoas que visam realizá-la em algum momento. Porém, isso varia bastante conforme o cirurgião e procedimento escolhido. Antes de tudo, é preciso passar por uma avaliação e realizar os exames necessários para entender de forma criteriosa se há indicação.  

Uma vez identificada a possibilidade de realização, é fundamental conhecer todas as opções. Afinal, nem sempre o menor investimento traz a solução mais adequada para o paciente. 

Analise o custo x benefício 

A cirurgia para correção de miopia mais popular atualmente é a realizada a laser, Lasik e PRK. É feita por um elevado número de profissionais e trata-se de um procedimento rápido, com mínimo downtime e baixo custo se comparado a outros procedimentos. Além disso, é coberta por alguns planos de saúde, o que facilita o acesso de um grupo maior de pacientes. No entanto, é importante atentar-se a pontos negativos provenientes dessa cirurgia. 

Um alto número de pacientes que realizaram cirurgia refrativa a laser relata sofrer de síndrome do olho seco depois do procedimento, halos ao redor de luzes, dor, sensibilidade à luz e dificuldade de enxergar à noite. Outra desvantagem é que a cirurgia não é reversível e pode ser que nem todo o grau seja completamente corrigido, gerando a necessidade de voltar a usar óculos com o passar dos anos devido a outros problemas oculares que não existiam quando a cirurgia foi realizada, como hipermetropia.  

Além disso, a cirurgia refrativa a laser possui contraindicações. Ou seja, não é indicada para qualquer pessoa que sofra de miopia ou astigmatismo. Também não é ideal para pacientes com ceratocone, pessoas acima de certo grau de miopia, com alta pressão ocular, entre outras contraindicações. 

Uma alternativa para contornar todos esses pontos de atenção é a escolha de um outro procedimento, a correção de miopia com lentes intraoculares, como é o caso da ICL. Esse procedimento garante mais de 90% de satisfação entre os pacientes e entrega um resultado mais efetivo e superior ao conquistado com a cirurgia convencional a laser, que muitas vezes não é possível em pacientes de alto grau. 

A cirurgia para correção de miopia com lentes intraoculares é também de rápida realização, fácil recuperação e tem como principal diferencial corrigir o grau por completo, além de durar toda a vida do paciente e ser reversível, caso o paciente queira ou tenha a indicação. Outro ponto de destaque é que pode ser realizada por um amplo número de pessoas com miopia, incluindo aquelas com ceratocone e alto grau de miopia. Ainda, não foram identificados efeitos colaterais com a implantação das lentes ICL.  

Devido à inovação que apresenta, esse procedimento acaba tendo um custo mais elevado. Porém, a médio prazo entrega um melhor custo x benefício. Confira aqui vídeos com a opinião de pacientes que optaram pela correção de miopia com lentes intraoculares. 

Assim, saber quanto custa a cirurgia de miopia vai além do valor pago. A análise dos riscos e benefícios é fundamental para chegar à melhor resposta conforme suas necessidades. 

Consulte um profissional 

É importante consultar um oftalmologista certificado para saber mais sobre o procedimento e realizar todos os exames necessários.  

A cirurgia para correção de miopia com lente intraocular pode ser feita por pessoas de 21 a 60 anos que possuem cristalino. Sua aplicação pode corrigir a visão de pacientes com grau de dioptria entre -6 e -18.

Posts Relacionados

Capa do artigo
Quanto custa a cirurgia para miopia?

Quanto custa a cirurgia de miopia é a dúvida que certamente permeia a mente das pessoas que visam realizá-la em algum momento. Porém, isso varia bastante conforme o cirurgião e procedimento escolhido. Antes de tudo, é preciso passar por uma avaliação e realizar os exames necessários para entender de forma criteriosa se há indicação.  

Uma vez identificada a possibilidade de realização, é fundamental conhecer todas as opções. Afinal, nem sempre o menor investimento traz a solução mais adequada para o paciente. 

Analise o custo x benefício 

A cirurgia para correção de miopia mais popular atualmente é a realizada a laser, Lasik e PRK. É feita por um elevado número de profissionais e trata-se de um procedimento rápido, com mínimo downtime e baixo custo se comparado a outros procedimentos. Além disso, é coberta por alguns planos de saúde, o que facilita o acesso de um grupo maior de pacientes. No entanto, é importante atentar-se a pontos negativos provenientes dessa cirurgia. 

Um alto número de pacientes que realizaram cirurgia refrativa a laser relata sofrer de síndrome do olho seco depois do procedimento, halos ao redor de luzes, dor, sensibilidade à luz e dificuldade de enxergar à noite. Outra desvantagem é que a cirurgia não é reversível e pode ser que nem todo o grau seja completamente corrigido, gerando a necessidade de voltar a usar óculos com o passar dos anos devido a outros problemas oculares que não existiam quando a cirurgia foi realizada, como hipermetropia.  

Além disso, a cirurgia refrativa a laser possui contraindicações. Ou seja, não é indicada para qualquer pessoa que sofra de miopia ou astigmatismo. Também não é ideal para pacientes com ceratocone, pessoas acima de certo grau de miopia, com alta pressão ocular, entre outras contraindicações. 

Uma alternativa para contornar todos esses pontos de atenção é a escolha de um outro procedimento, a correção de miopia com lentes intraoculares, como é o caso da ICL. Esse procedimento garante mais de 90% de satisfação entre os pacientes e entrega um resultado mais efetivo e superior ao conquistado com a cirurgia convencional a laser, que muitas vezes não é possível em pacientes de alto grau. 

A cirurgia para correção de miopia com lentes intraoculares é também de rápida realização, fácil recuperação e tem como principal diferencial corrigir o grau por completo, além de durar toda a vida do paciente e ser reversível, caso o paciente queira ou tenha a indicação. Outro ponto de destaque é que pode ser realizada por um amplo número de pessoas com miopia, incluindo aquelas com ceratocone e alto grau de miopia. Ainda, não foram identificados efeitos colaterais com a implantação das lentes ICL.  

Devido à inovação que apresenta, esse procedimento acaba tendo um custo mais elevado. Porém, a médio prazo entrega um melhor custo x benefício. Confira aqui vídeos com a opinião de pacientes que optaram pela correção de miopia com lentes intraoculares. 

Assim, saber quanto custa a cirurgia de miopia vai além do valor pago. A análise dos riscos e benefícios é fundamental para chegar à melhor resposta conforme suas necessidades. 

Consulte um profissional 

É importante consultar um oftalmologista certificado para saber mais sobre o procedimento e realizar todos os exames necessários.  

A cirurgia para correção de miopia com lente intraocular pode ser feita por pessoas de 21 a 60 anos que possuem cristalino. Sua aplicação pode corrigir a visão de pacientes com grau de dioptria entre -6 e -18.

Leia o artigo
Capa do artigo
Conheça OS4, a plataforma mais completa para as cirurgias de retina, glaucoma e catarata

Os olhos constituem uma região extremamente sensível, dotada de uma anatomia complexa, com órgãos e camadas que atuam na proteção, conexão com cérebro e manutenção da visão. Por isso, cirurgias oculares são procedimentos delicados e complicados que demandam, além do devido cuidado, um profissional muito bem preparado e equipamentos oftalmológicos adequados.  

E quando o paciente possui alguma patologia ocular, os cuidados devem ser redobrados, principalmente quando o caso se enquadra como cirúrgico. Pensando nisso, a Advance Vision, empresa do grupo JLHealth, que atua no ramo da saúde desde 2002, trouxe para o mercado brasileiro a OS4, a mais completa plataforma para cirurgias de catarata, vitrectomia e glaucoma. A empresa já comercializa, no país, outras plataformas de última geração, como FAROS e CataRhex3, que são portáteis e de fácil manuseio, além de performaram procedimentos com a mais alta qualidade. E agora, a OS4 chega como um dos mais potentes equipamentos oftalmológicos do mercado porque, além de ser sem fio, o que facilita seu transporte, também conta com uma interface mais intuitiva que as outras e possui um sistema muito mais preciso, facilitando e agilizando a realização dos procedimentos. 

Diferenciais do OS4

A OS4 é a próxima geração das cirurgias oftalmológicas porque se adequa a todos os casos cirúrgicos e conta com inúmeros recursos inovadores: 

  • Sistema exclusivo de 3 bombas: Venturi, peristáltica e PEEP; 
  • Intuitivamente inteligente: tela de vidro sensível ao toque e confirmações de voz em cinco idiomas; 
  • Pedal versátil e sem fio: multifuncional para um trabalho mais confortável e independente, que pode ser colocado em qualquer lugar da sala de operação, além de ser programável para até 50 cirurgiões. 

Além disso, a OS4 é a plataforma all-in-one que desempenha, com qualidade e precisão, os mais complexos procedimentos cirúrgicos: 

 

  • Cirurgia de catarata: Agora mais rápida, segura e tranquila. A emulsificação de faco tornou-se ainda mais precisa e eficaz graças à tecnologia easyPhaco e, por causa da capsulotomia HF, o saco capsular pode ser facilmente derretido, sem o habitual rasgo com fórceps ou agulha. Também conta com Diatermia HF para que a irrigação e a aspiração sejam realizadas perfeitamente de uma só vez. 
  • Cirurgia de vitrectomia: Com o Sistema Caliburn™ Trocater, é possível fazer um trabalho preciso com instrumentos excepcionalmente afiados. Também conta com um Power LED que oferece 45% mais potência para maximizar a visibilidade, além de um corte de fluxo contínuo, que segue o padrão estabelecido pela Oertli..
  • Cirurgia de glaucoma: Feita de forma microinvasiva, a esclerotomia profunda de alta frequência (HFDS) resulta em uma baixa taxa de complicações e ótimos resultados a longo prazo, apesar do curto tempo de intervenção. Além de fornecer acesso direto da câmara anterior ao canal de Schlemm e mais adiante na esclera, o HFDS pode ser aplicado de forma isolada ou combinada à cirurgia de catarata.  

Estes são apenas alguns dos muitos diferenciais da OS4. Com esta plataforma em consultório, o médico oftalmologista está devidamente equipado para performar os procedimentos citados de forma altamente segura e eficaz, com todo o cuidado que o paciente merece. Por isso, não deixe de entrar em contato com a Advance Vision para saber mais sobre a OS4 e como ela pode ajudar a sua clínica a ser ainda mais profissional e especializada. 

Leia o artigo
Capa do artigo
Critérios para escolher seu especialista em alta miopia

Diferente da maioria das ametropias, a alta miopia, pode levar a consequências mais graves e também pode ser uma deficiência física limitadora importante. Cerca de 7 milhões de brasileiros sofrem uma grave ametropia (Fonte: IBGE). Sabendo disso, perguntamos: O quão importante é ter um bom médico especialista em miopia para o alto míope?

A resposta óbvia é de que é algo da maior importância, ainda mais se considerarmos que o alto míope terá um acompanhamento, provavelmente, por muitos anos, décadas e, por isso mesmo, é necessário que haja confiança no profissional e credibilidade da parte dele.

Vamos expor alguns pontos importantes que devem ser avaliados na escolha ou na manutenção da relação com um profissional.

Prefira um especialista em Refrativa

Como dito acima, a alta miopia é uma ametropia grave, complexa, com muitas particularidades. O alongamento do globo ocular que causa a miopia, no alto míope, se dá de forma mais exacerbada, que leva a alterações fisiológicas. Por isso, prefira um médico especialista. 

Veja algumas doenças e riscos de decorrências da alta miopia:
Descolamento da retina;
Edema na mácula;
Catarata;
Glaucoma.

O especialista em miopia te indicará os exames mais adequados

O especialista terá uma experiência maior numa gama ampla de exames que, além da acuidade visual (que muitos creem ser o único exame para se detectar a miopia), levam a um diagnóstico mais preciso, inclusive, identificando doenças graves que podem se desenvolver concomitantes à alta miopia. Existem também exames específicos para determinar a elegibilidade para uma cirurgia refrativa ou um implante.

Alguns exemplos de exames que podem ser indicados pelo médico oftalmologista são:
Paquimetria;
Refração;
Topografia;
Avaliação do fundo de olho;
Mapeamento da retina.

Conhecimento amplo e experiência em cirurgias refrativas e de lentes implantáveis

Existem muitas modalidades de cirurgias refrativas, bem como, de cirurgias de implantes de lentes intraoculares (fácicas). O tipo e o valor da cirurgia de miopia dependem de cada caso.

Vamos entender um pouco. A cirurgia refrativa com laser LASIK, uma das mais populares, nem sempre pode ser segura para o alto míope. Mesmo com a espessura da córnea normal a ablação com Laser para correção de altas miopias pode ocasionar a descompensação da córnea o que pode levar a outras doenças e complicações mais sérias do que a própria miopia.

Como já dito acima, os altos míopes também têm maior propensão a terem glaucoma e catarata, o que muda o tipo de tratamento ou cirurgia que o paciente deverá ser submetido. O mais comum é o implante de uma lente pseudofacica, que remove o cristalino do olho, que é o mesmo indicado para catarata.

Por essas razões, seu médico tem de conhecer muito bem seu quadro, amparado num diagnóstico preciso, para dar a indicação do que se adequa mais à sua condição. 

Procure um profissional atualizado com as novas tecnologias

O ramo da medicina hoje é englobado dentro da tecnologia. Essa aliança potencializou a qualidade de vida e da saúde humana, em virtude de grandes descobertas e inovações tecnológicas que trouxeram a cura, o tratamento ou mesmo a diminuição da dor e do sofrimento para inúmeras situações e para centenas de milhões de pessoas, ao longo do tempo. 

No caso específico da alta miopia, hoje há tecnologias disponíveis no Brasil, que atua com médicos certificados[1] [2] para o implante de lentes fácicas para tratamento e correção da alta miopia. Em um procedimento rápido e indolor, completamente reversível, com pouco tempo de recuperação, é feita de Collamer®, material patenteado biocompatível. Este é o caso das lentes EVO Visian ICL®. Fabricada na Suíça, mais de 1 milhão de implantes já foram realizados em todo mundo, com índice de mais de 99% de satisfação.

Seu médico deve estar atualizado para os tratamentos mais modernos (que é diferente de tratamento experimental) comprovadamente eficazes que podem  te propiciar liberdade de óculos além de eliminar limitações visuais graves.

1 ano de EVO Visian ICL no Brasil

 

Leia o artigo