Óculoplasta, Dermatologista ou Esteticista: cuidados ao redor dos olhos devem ser realizados por quem?

A área da saúde é repleta de diferentes profissionais que podem ajudar a solucionar questões médicas e estéticas. Felizmente, há diversas especialidades. Porém, essa variedade pode gerar dúvidas nos pacientes sobre quem procurar em determinadas necessidades, não é mesmo? 

A saúde ocular não é diferente tanto no que diz respeito à parte clínica quando aos cuidados estéticos da região periocular. Afinal, Oculoplasta, Dermatologista e Esteticista são especialistas que podem utilizar tecnologias semelhantes para oftalmologia estética, como plasma, Ultraformer III e Agnes, em seus procedimentos. Que tal saber mais sobre isso para fazer uma escolha consciente ao buscar cuidados oculares e estéticos? Vamos juntos. 

Oculoplasta: Especialista nos Olhos e Região Periocular 

Caso não saiba o que é oculoplastia, vamos começar por aí: é uma especialização da Oftalmologia que abrange o diagnóstico e tratamento de condições que afetam as estruturas perioculares, como pálpebras, vias lacrimais e órbita. Assim, esses profissionais possuem formação médica sólida e são altamente treinados para realizar cirurgias e procedimentos específicos na região dos olhos, buscando resolver problemas funcionais e estéticos.  

O oculoplasta é a escolha adequada para pacientes que buscam soluções para questões relacionadas à saúde e estética dos olhos e região periocular. Falamos mais sobre o assunto aqui. 

Dermatologista: Especialista em Pele e Tratamentos Estéticos 

O dermatologista é um médico especializado em dermatologia, que trata problemas de pele, cabelo e unhas. Esse profissional está apto para realizar tratamentos estéticos na região periocular, como preenchimentos e procedimentos com laser, mas é importante saber que não tem o mesmo enfoque específico em problemas oculares que um oculoplasta possui, uma vez que não é especializado em cuidados oculares abrangentes. 

Se você busca melhorias estéticas na pele e na região dos olhos, um dermatologista pode ser uma boa opção.  

Esteticista: Foco em Tratamentos Estéticos 

O esteticista é um profissional que realiza tratamentos estéticos, como limpezas faciais, peelings superficiais e outros procedimentos não invasivos para melhorar a aparência da pele. Apesar de alguns desses profissionais utilizarem tecnologias como plasma e Ultraformer III em seus tratamentos faciais, é importante destacar que eles não possuem formação médica.  

Os procedimentos estéticos realizados por esteticistas podem ser benéficos para melhorar a aparência da pele, mas não se concentram em questões oculares específicas. 

Escolhendo o Profissional Adequado 

Ao considerar cuidados para a saúde ocular ou estéticos na região periocular, é essencial escolher o profissional adequado para suas necessidades. Se você está enfrentando problemas nos olhos, como pálpebras caídas, obstruções lacrimais ou outros problemas oculares, agora você já sabe o que é oculoplastia e que o oculoplasta é o especialista indicado para oferecer um diagnóstico preciso e tratamentos específicos.  

Para tratamentos estéticos mais amplos, pontos relacionados à saúde da pele e que não envolvam questões oculares específicas, um dermatologista pode ser uma opção apropriada. Já para ações mais superficiais na pele, como limpeza de pele e cuidados com acne leve, pode buscar o apoio de um esteticista. Observe que esses especialistas podem usar os mesmos equipamentos em determinados momentos, mas isso não significa que executem as mesmas funções. 

Oftalmologia estética e saúde 

A oftalmologia estética é uma área rica em possibilidades e que não para de evoluir, trazendo benefícios para seus profissionais e, principalmente, seus pacientes.  

Lembre-se de que a saúde dos seus olhos é uma prioridade e, antes de realizar qualquer procedimento, seja para saúde ou estética, é fundamental passar por uma consulta com um profissional qualificado. Certifique-se sempre de que o escolhido seja experiente, esteja devidamente certificado e ofereça um ambiente seguro para os tratamentos. 

 

Posts Relacionados

Capa do artigo
Como traçar um perfil de risco eficaz para candidatos a correção de miopia com lente intraocular

As lentes intraoculares EVO Visian ICL têm sido, cada vez mais, a solução em termos de cirurgia de correção de miopia para portadores de alta miopia. Por se tratar de uma lente fácica, colocada entre o cristalino e a retina, permite independência completa dos óculos. Embora no mundo todo já tenham sido realizadas mais de 1 milhão de cirurgias, no Brasil, o mercado é ainda novo. Por esse motivo, alguns médicos e pacientes optam por outras cirurgias, muitas vezes mais invasivas e menos eficazes, por falta de conhecimento dessa tecnologia inovadora. 

Para os médicos, é importante traçar um perfil seguro para possíveis candidatos à cirurgia de correção de miopia com lentes implantáveis EVO Visian ICL e, para os pacientes, é importante que o médico informe-os sobre a opção quando lhe for aplicável. 

Para traçarmos este perfil, devemos considerar alguns aspectos importantes. Veja a seguir. 

Alta miopia é uma ametropia grave que afeta milhões

O primeiro fator a se considerar é o diagnóstico de alta miopia. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 10% dos míopes no Brasil são altos míopes. Ou seja, cerca de 7 milhões de pessoas

Aqui usamos o parâmetro do olho com miopia entre – 6D a – 18D.

Pacientes não operáveis com outras técnicas

Muitos portadores de alta miopia nem sempre são candidatos ideais a operações com outras técnicas, como laser ou implante com lente rígida. Para esses casos, a indicação, uma vez que precisa-se trabalhar com uma anatomia ocular modificada pela alta miopia, é o uso das lentes EVO Visian ICL. Elas costumam se adaptar muito bem aos olhos, já que são feitas de Collame, um material exclusivo e altamente biocompatível. 

Ou seja, se considerarmos uma espessura normal da córnea estando entre 470 micrómetros e os 550 micrómetros, abaixo disso já podemos considerar um paciente que, em geral, não será candidato à cirurgia com a técnica PRK. Se for um paciente alto míope, será um bom candidato às lentes EVO Visian ICL. 

Outro exemplo são pacientes com ceratocone. Em geral, nem a cirurgia PRK nem a técnica LASIK se aplicariam nestes casos, tornando este paciente um forte candidato à cirurgia para correção de miopia com as lentes intraoculares

Pacientes entre 21 e 60 anos: Idade ideal para cirurgia de correção

É sabido que a miopia tende a estabilizar até os 21 anos, por isso essa é a melhor idade para se iniciar a candidatura a uma cirurgia com EVO Visian ICL.  Pelo mesmo motivo não é indicado a cirurgia em menores de 21 anos. Aos 60, a presbiopia e a catarata ainda não terão surgido. Por isso, essa é a idade limite para a cirurgia refrativa das lentes intraoculares ICL.

Contudo, podemos também considerar os perfis de pacientes que estão sem alteração na prescrição de mais de 0,5 D em 1 ano e que não tenham ainda presbiopia, nem catarata. 

Com relação à presbiopia e a catarata, mesmo com o aparecimento provável já a partir dos 50 anos, devemos considerar o benefício incalculável para um alto míope até que estas condições apareçam. Até porque, as lentes intraoculares EVO Visian ICL são implantáveis e o procedimento, reversível. 

Leve liberdade a seus pacientes através das lentes intraoculares!

Os implantes com EVO Visian ICL requerem certificação. Certifique-se e ofereça o que há de mais avançado em tecnologia de cirurgia para correção de miopia nos dias atuais. Não deixe de oferecer a liberdade e uma vida livre de óculos a seus pacientes.

Busque em nossos canais onde se certificar.

Leia o artigo
Capa do artigo
Entenda quais são os desafios atuais da oftalmologia no Brasil

A oftalmologia brasileira é reconhecida mundialmente pela excelência de seus profissionais e pelos estudos avançados que lidera na área. Entretanto, a especialidade enfrenta, atualmente, um cenário bastante desafiador, que não se dá somente pela falta de acesso à assistência oftalmológica para muitas pessoas no país, como também à precária infraestrutura de algumas clínicas e hospitais em oferecer os equipamentos de oftalmologia necessários para que os profissionais desempenhem sua função com mais segurança e precisão. 

O desafio da falta de acesso, por exemplo, acaba refletindo no cenário de catarata no Brasil, uma vez que esta acaba sendo uma das maiores causas evitáveis de cegueira no país. O aumento dos casos se dá em função das barreiras geográficas e financeiras que impedem muitas pessoas de realizarem consultas preventivas e/ou os procedimentos necessários para curar ou reverter os casos.  

Com isso, é de extrema importância que os profissionais da área estejam constantemente se atualizando sobre as tendências e tecnologias da especialidade, investindo em equipamentos de oftalmologia que sejam eficazes, duradouros e de fácil transporte, podendo ser levados a qualquer lugar. Bons exemplos do que existe de melhor para a oftalmologia brasileira são os aparelhos comercializados pela Advance Vision, líder do segmento no país. As lentes intraoculares e trifocais Triva permitem a correção da catarata, possibilitando uma visão funcional e desempenho resiliente contra efeitos colaterais multifocais indesejáveis por meio da tecnologia LIO inteligente. Já o CataRhex 3 é uma plataforma compacta e portátil que permite que cirurgias oftalmológicas de alta precisão e segurança sejam feitas em qualquer lugar, enquanto o Faros também funciona como um dispositivo cirúrgico de tecnologia inovadora que preza pelo conforto do paciente durante o procedimento.  

Ainda assim, a falta de investimento em tecnologia oftalmológica de ponta em muitas clínicas e hospitais do país também é um desafio, uma vez que acaba limitando a capacidade de oferecer diagnósticos precisos e tratamentos avançados para os pacientes. É o caso do teste do reflexo vermelho em recém-nascidos, também conhecido como teste do olhinho, cujo equipamento para realização não está presente em muitas maternidades do Brasil. Isso pode ter um impacto negativo na saúde infantil, já que o procedimento pode ajudar a evitar problemas de visão, como retinoblastoma e até cegueira. Por isso, investir em um bom retinógrafo, como o Retcam Envision, é essencial para driblar este cenário de falta de infraestrutura e ajudar na prevenção de quaisquer problemas de visão desde cedo.  

A importância de manter o nível de conhecimento atualizado e o consultório bem equipado com tecnologias de ponta também coloca o profissional à frente da concorrência com outros profissionais de saúde que oferecem serviços oftalmológicos, como optometristas e oftalmologistas generalistas. Mas o diferencial não se limita apenas a investir em aparelhos novos, de fácil manutenção e longa duração. Ter uma postura ética, estar atualizado com as leis e regulamentações médicas e ter uma abordagem sensível e empática ao lidar com pacientes que podem estar passando por problemas de saúde graves e estressantes também são pontos essenciais que colocam um profissional à frente de tantos outros.  

Por fim, um outro desafio enfrentado é o fato de que muitas pessoas só procuram oftalmos quando já estão com alguns sintomas fortes, que podem ser indicativos de doenças mais graves. Por isso, é igualmente importante investir em campanhas de educação e conscientização dos pacientes, transmitindo a mensagem de que consultas e exames preventivos são essenciais para prevenir problemas no futuro.   

 E para garantir que seu consultório esteja sempre atualizado com equipamentos oftalmológicos de ponta, entre em contato com a equipe comercial da Advance Vision e solicite uma cotação dos aparelhos mencionados.  

Leia o artigo
Capa do artigo
Conheça 3 centros de oftalmologia que estão inovando no mercado brasileiro

Assim como em outras áreas da medicina, a tecnologia tem trazido cada  vez mais novidades e soluções inovadoras para a oftalmologia. Desde tecnologias para procedimentos e implantes, até aparelhos que realizam todos os exames oftalmológicos, a modernização da oftalmologia é real e está aqui para ficar e transformar a dinâmica nos consultórios.

As clínicas que têm aderido a estas novas tecnologias e se mantido atualizadas têm se sobressaído no mercado. Oferecer todos os exames oftalmológicos – como o exame do olhinho em recém nascidos – procedimentos e tratamentos com equipamentos de ponta e seguindo sempre o padrão mais moderno garante uma vantagem estratégica para um clínica e uma maior confiança de seus clientes.

A seguir listamos as 3 clínicas brasileiras que mais têm investido em tecnologias inovadoras e, graças a isso, têm destaque no mercado nacional.

Os 3 centros de oftalmologia que oferecem todos os exames oftalmológicos com inovações tecnológicas e práticas

  • Centro Infantil Boldrini (Campinas – SP)
    Referência em medicina, o Boldrini investe na alta tecnologia para a implementação em diagnósticos e na infraestrutura completa de atendimento. O centro lidera várias pesquisas científicas, levando a inovações e descobertas clínicas que movem a pediatria adiante.

    Focado no ensino, na pesquisa e na prática clínica da oncologia, o Centro Infantil Boldrini também atua na oftalmologia, oferecendo testes de visão infantis e demais exames com ajuda de tecnologias de ponta para identificar e tratar com grande eficácia doenças como o retinoblastoma.

    Site oficial: https://www.boldrini.org.br/

  • GRAAC (São Paulo – SP)
    O Hospital do GRAACC é equipado com tecnologia de ponta para diagnosticar e tratar o câncer infantojuvenil. Além da tecnologia, o hospital aposta em uma abordagem multiprofissional e humanizada para garantir o melhor atendimento de seus pacientes.

    O GRAAC foi o primeiro centro clínico do Brasil focado em oncologia pediátrica que recebeu a certificação internacional JCI, o que sinaliza o nível de qualidade dos seus profissionais, suas práticas e tratamentos.

    O hospital também conta com tecnologias que oferecem todos os exames oftalmológicos para o diagnóstico de tumores no olho. Graças a sua equipe altamente capacita, os tratamentos do GRAAC têm um alto nível de sucesso.

    Site oficial: http://lasercampinas.com.br/

Universidade Federal de Pernambuco (Recife – PE)

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco – HC-UFPE é um hospital universitário público, que possui certificação reconhecida pelos Ministérios da Educação e da Saúde. O hospital atua oferecendo atendimento clínico à população, e também ajudando a formar e qualificar profissionais. O HC da UFPE também atua na área de pesquisas científicas.

Sendo um centro clínico universitário, o HC da UFPE é intimamente ligado à produção de conhecimento intelectual acadêmico e se mantém sempre atualizado nas últimas práticas e tecnologias. Na área de oftalmologia, seus profissionais oferecem todos os exames oftalmológicos, desde testes infantis, como o exame do olhinho em recém nascidos, como procedimentos para adultos e idosos, amparado por equipamentos de última geração.

Site oficial: https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-nordeste/hc-ufpe.

Invista em inovações tecnológicas e junte-se a lista de clínicas que têm se destacado no mercado

Estes são apenas alguns exemplos de centros de oftalmologia que escolheram investir em soluções tecnológicas e ganharam destaque graças a isso.

A Advance Vision trabalha com serviços e tecnologias de alto padrão para a oftalmologia, com clínicas interessadas em disponibilizar soluções inovadoras para os seus pacientes.

Visite o nosso site e considere a possibilidade de investir na modernização da sua clínica.

1 ano de EVO Visian ICL no Brasil

Leia o artigo