O que faz do Retcam Evision o melhor investimento entre os retinógrafos?

Não é novidade que o retinógrafo é um equipamento de oftalmologia indispensável nos melhores consultórios de especialistas. E quando falamos em tecnologia, o Retcam Envision aparece como a opção de retinógrafo mais moderno, sendo o mais indicado para grandes hospitais e maternidades. Veja a seguir, o que faz do desse equipamento oftalmológico a melhor alternativa do mercado! 

Testagem em prematuros para Retinoblastoma 

Uma das principais características do aparelho é o diagnóstico preciso por imagem de Retinoblastoma, especialmente a Retinopatia da Prematuridade (ROP) em bebês prematuros. O grande diferencial é a alta qualidade da imagem, que permite mais eficácia na identificação da doença.  

 Retcam Envision: Sistema Digital de Imagem indispensável

O RetCam Envision é um sistema amplo de imagem digital que entrega a última geração em equipamento de oftalmologia. Sua versátil câmera oftálmica capaz de acessar até 130º da retina pode ser usada para diagnóstico imediato de patologias oculares pediátricas. Imagens digitais impressionantes do globo ocular, incluindo o fundo, músculos, veias etc., podem ser captadas e compartilhadas digitalmente com um outro médico oftalmologista para avaliação e acompanhamento em tempo real. É também equipado com uma família de lentes intercambiáveis que provêm ao usuário um grande leque de opções de imagens, permitindo visualização de patologias internas e externas. 

 Angiografia e telemedicina 

 O RetCam Envision é um retinógrafo que conta com a Angiografia. Um sistema de imagem que fornece um elevado contraste para a visualização detalhada das estruturas do fundo do olho. Também um sistema de telemedicina, integração PACS contínua e recursos de rede aprimorados com total segurança, que armazena e compartilha as imagens para melhor acompanhamento de médicos do mundo todo da evolução da doença.  

 Programa Juntos Pela Visão Infantil Paraná 

Um exemplo prático de como o RetCam tem se tornado a melhor opção para médicos oftalmologistas do Hospital dos Olhos do Paraná, foi o programa Juntos Pela Visão Infantil Paraná, que trouxe o RetCam para o estado.  

Como destacado pelo Dr. Calos Moreira Jr. em webinário transmitido ao vivo, “É inerente a este exame de fundo de olho, a dificuldade de se avaliar o fundo de olho em bebês e crianças, devido à necessidade de colaboração no momento do exame. (…) Com oftalmoscópio direto ou indireto, teremos uma dificuldade muito grande (…) Os exames feitos com RetCam avaliam 130 graus da retina e são o padrão ouro para avaliação do fundo de olho em recém-natos e crianças. Além do diagnóstico, o RetCam permite o acompanhamento da evolução clínica e também do tratamento de cada caso.” 

https://www.youtube.com/watch?v=e6CBbzwKRgY

 

Exames e doenças detectáveis com RetCam Envision 

O exame de fundo de olho feito pelo RetCam Envision detecta ainda outros tipos de doenças oculates em crianças. Ao todo, o RetCam Envision é capaz de diagnosticar até 18 patologias oftalmológicas, se tornando o equipamento de oftalmologia mais completo para esse fim. 

Veja algumas doenças detectáveis: 

  • Doenças vitreorretinianas ou que afetam o nervo óptico;
  • Pressão arterial alta;
  • Citomegalovirus;
  • Tumor na retina;
  • Glaucoma;
  • Diabetes;
  • Parasita;
  • Lupus;
  • Sífilis.

Investimento seguro 

Em se tratando de equipamento padrão ouro, é natural que pensemos logo num alto investimento. No entanto, a qualidade agregada pelo retinógrafo mais moderno do mercado é muitas vezes superior ao seu investimento.  

Faça sua cotação no site oficial 

Posts Relacionados

Capa do artigo
Entenda o porquê incentivar o Teste Digital do Olhinho em bebês

Atualmente, o Teste Digital do Olhinho, realizado por meio do retinógrafo, é a tecnologia mais moderna quando o assunto é diagnóstico e prevenção de doenças oculares em bebês. Isso porque, enquanto o Teste do Reflexo Vermelho (TRV) realiza uma triagem da câmara anterior do olho, a versão digital avalia também a câmara posterior. É possível avaliar 130 graus, toda a periferia do olho.

Se apenas esses dados não foram suficientes, vamos te apresentar mais 10 motivos para que você, médico oftalmologista, convença pais e responsáveis a realizar o Teste Digital do Olhinho nas crianças, idealmente nos primeiros dias de vida e antes de um ano de idade. 

  1. Detecta enfermidades oculares presente, em segmento posterior do olho;
  2. Oferece diagnóstico rápido e preciso;
  3. Reduz drasticamente as chances de cegueira em recém-nascidos;
  4. Permite o registro fotográfico da saúde ocular e não apenas manual;
  5. A criança deve ter a oportunidade de um tratamento ocular adequado;
  6. O TRV é insuficiente para diagnosticar com precisão doenças da retina;
  7. Em média, 83% do aprendizado na fase escolar se dá por meio da visão;
  8. Patologias na visão dos recém-nascidos é mais comum do que imaginamos;
  9. Detecta precocemente doenças oculares e diminui os riscos de complicações; e
  10. A qualidade da visão está diretamente relacionada à saúde intelectual da criança.

Outro alerta que o médico precisa fazer às mães

Há casos em que a mãe contrai uma doença infecciosa, como a toxoplasmose não é transmitida no parto. Sífilis e herpes, que é transmitida para a criança no momento do parto, pode causar alterações no fundo do olho dos bebês, afetando a visão no futuro. Esse é mais um importante motivo para que o Teste Digital do Olhinho seja feito em recém-nascidos.

Não há contraindicações para o Teste Digital do Olhinho

Muito necessário, o Teste Digital do Olhinho é um exame rápido e seguro ao paciente. Além disso, ele é realizado com comodidade para todos os envolvidos, tendo em vista que, durante o procedimento, a criança fica deitada. O exame segue o seguinte protocolo:

  1. Dilatar a pupila do bebê com o uso de um colírio recomendado pelo oftalmologista;
  2. Aplicar gel oftalmológico, para fazer a interface entre olho do bebê, e  lente;
  3. Fotografar a retina com câmera de alta resolução;
  4. Em um monitor, ajustar o brilho, contraste e equilíbrio de cores das imagens;
  5. Armazenar as imagens no aparelho, gravar em CD, imprimir ou enviar eletronicamente às pessoas interessadas.

Prevenção é o melhor caminho

Anualmente, cerca de 33 mil perdem a visão no País e quase um terço desses problemas poderiam ter sido prevenidos e tratados se diagnosticados precocemente, de acordo com dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Dessa forma, é fundamental investir tempo e esforço na conscientização dos pais e população sobre a importância da prevenção de doenças oculares com o teste do olhinho em bebês.

Cuidados na aquisição do retinógrafo

Prefira adquirir o retinógrafo de um representante oficial do fabricante especializado em equipamentos oftalmológicos, sempre com o cuidado de verificar se o aparelho é aprovado por institutos de regulamentação. Além disso, garanta que o vendedor esteja capacitado a lhe dar informações sobre a operação do produto.

Leia o artigo
Capa do artigo
Transformação digital: A nova era da oftalmologia

Com as constantes revoluções que a transformação digital vem trazendo para as mais variadas indústrias, o setor da oftalmologia se beneficia com as novas alternativas de tratamento, e com a inovação, que possibilita os procedimentos não-invasivos, mas extremamente eficazes.  

Essa revolução está apenas no começo, o que significa que os profissionais da área que buscam expandir seu portfólio de tratamentos devem estar sempre atualizados com que existe de mais inovador quando se fala nas tecnologias disponíveis 

A principal e mais revolucionária do momento é o Plexr Plus, um equipamento oftalmológico comercializado pela Advance Vision no Brasil, que possibilita tratamentos não invasivos com eficácia e resultados comprovados.  

A revolução não invasiva 

O Plexr Plus é a primeira tecnologia de plasma voltada para procedimentos oftalmológicos, sendo um exemplo notável de como a prática oftalmológica vem se transformando e evoluindo. Utilizando o fenômeno da sublimação, o dispositivo promove a vaporização do tecido epidérmico, sem a necessidade de cortes ou pontos, tornando-se uma alternativa muito mais segura para procedimentos cirúrgicos tradicionais, mas igualmente eficaz. 

Uma das vantagens do equipamento é sua versatilidade de aplicação e possibilidade de procedimentos. Na oftalmologia, ele pode ser utilizado para tratar alguns dos mais complexos problemas oculares, como úlceras de córnea, sem a necessidade de cirurgias invasivas. Além disso, também é uma excelente opção para tratamentos estéticos, como a redução de rugas e marcas de expressão na região dos olhos, e blefaroplastia – procedimento que corrige a queda e flacidez da pálpebra –, oferecendo aos pacientes resultados mais naturais. 

Além disso, os procedimentos feitos com o Plexr Plus não deixam cicatrizes ou pontos visíveis, possuem baixíssimo risco de complicações e oferecem uma recuperação muito mais rápida e indolor do que os procedimentos cirúrgicos tradicionais. 

Como se adaptar à nova era? 

Para se destacar e estar sempre na vanguarda da nova era de transformação digital, é fundamental que os profissionais adotem práticas para aprimorar a gestão em oftalmologia, além de incorporar tecnologias não invasivas, como o Plexr Plus, em seus consultórios. Algumas das dicas mais importantes são: 

  • Constante capacitação profissional: Buscar cursos e treinamentos específicos é de extrema importância para aprimorar as habilidades no uso do Plexr Plus e outras tecnologias inovadoras. Esse conhecimento especializado permite oferecer tratamentos seguros e eficazes aos pacientes. 
  • Comunicação Eficaz: Investir em uma comunicação clara, transparente com seus pacientes e constante. É essencial explicar os benefícios e as expectativas dos tratamentos com o Plexr Plus, demonstrando a confiança nas habilidades e na tecnologia utilizada, estando sempre atento às necessidades particulares de cada paciente. 
  • Marketing Digital: Estar alinhado às estratégias de marketing digital para promover os tratamentos disponíveis em consultório é uma prática mandatória da transformação digital. Criar um conteúdo informativo em site e redes sociais, e ter presença constante no dia a dia dos clientes pode ser muito eficaz em fidelizar os clientes atuais, e atrair novos.  Para isso, é importante compartilhar casos de sucesso e depoimentos de pacientes satisfeitos com os resultados dos tratamentos. 
  • Atualização Constante: Acompanhar as tendências e avanços tecnológicos na oftalmologia possibilita estar sempre na vanguarda do setor. É importante manter-se informado sobre novas aplicações do Plexr Plus e outras tecnologias não invasivas, para oferecer o que há de mais moderno em tratamentos para seus pacientes, bem como estar munido do que existe de mais atualizado em termos de equipamentos. 

Por isso, a Advance Vision está sempre investindo em ampliar seu portfólio de produtos oferecidos ao mercado oftalmológico brasileiro, oferecendo aos profissionais do setor o que existe de mais atualizado quando se fala em tecnologia de ponta. Comprar equipamentos oftalmológicos nunca foi tão seguro e simples, e a equipe da Advance Vision pode ajudar a entender os mais adequados para o seu consultório. Entre em contato com a equipe comercial e solicite um orçamento.  

 

 

 

 

Leia o artigo
Capa do artigo
Saiba quando é preciso tratar a pálpebra caída em crianças

Saiba quando é preciso tratar a pálpebra caída em crianças 

​Você já deve ter se deparado com alguém com a pálpebra caída, mas provavelmente não sabe exatamente do que se trata, não é mesmo? 

A​​ ptose, condição em que a pálpebra superior fica mais baixa do que o normal, pode afetar um ou ambos os olhos e deixar a aparência da pessoa com aspecto cansado ou de sonolência. Ela pode ser congênita (vinda desde o nascimento) ou surgir ao longo da vida, sendo chamada de Ptose adquirida. 

Como nosso foco aqui são os pequenos e a visão infantil, hoje falaremos sobre a ptose congênita. E já vale destacar que seus efeitos vão além das questões estéticas, que por si só já podem abalar bastante as crianças nascidas com tal condição. 

Causas da pálpebra caída em crianças 

É geralmente causada por uma fraqueza ou falta de desenvolvimento nos músculos que controlam a pálpebra superior. Em alguns casos, a ptose congênita pode ser hereditária, mas muitas vezes a causa é desconhecida. Além disso, pode ser associada a outras condições, como síndrome de Down ou distrofia muscular. 

Os sintomas existem 

Os sintomas da ptose congênita podem variar de leve a grave, bem como afetar um ou ambos os olhos. É importante que os pais ou responsáveis mantenham-se atentos a qualquer alteração nos olhos e visão das crianças para identificar essa e demais enfermidades. 

Alguns sinais comuns da ptose congênita incluem: queda da pálpebra superior, podendo cobrir parcial ou totalmente a pupila; dificuldade para manter a pálpebra aberta e/ou esforço para levantá-la, especialmente quando cansado; dor de cabeça devido ao esforço para manter a pálpebra aberta; e problemas de visão, incluindo ambliopia (olho preguiçoso). 

Saiba mais: Ambliopia é um problema de ligação entre olho e cérebro, onde o 

cérebro ignora a informação de um dos olhos e os músculos que os rodeiam 

não funcionam de forma correta, tornando o olho “fraco”. 

Tratamento para pálpebra caída em crianças 

O tratamento da ptose congênita dependerá do grau de queda da pálpebra e da gravidade dos sintomas apresentados na visão infantil. Em casos leves, pode não ser necessário nenhum tratamento. Entretanto, se afetar a funcionalidade dos olhos ou a aparência da criança, podem ser recomendados óculos, lentes de contato ou cirurgia.  

Para que o melhor caminho de tratamento seja definido, é necessário realizar um exame oftalmológico completo para identificar o nível de ptose e determinar as causas do problema. 

Caso a cirurgia seja indicada, ela geralmente envolve o encurtamento do músculo levantador da pálpebra superior ou a colocação de um enxerto para elevá-la. Mas, assim como as demais opções de tratamento, o tipo de cirurgia irá variar conforme o grau da ptose e as características da criança. 

Cuide da visão infantil 

Se você notar qualquer sintoma de ptose congênita em seu filho (ou qualquer outra criança de seu convívio ou que esteja sob sua responsabilidade), é importante procurar ajuda médica de um oftalmologista o mais rápido possível.  

Com um diagnóstico e tratamento adequados, é possível ajudar seu filho a superar a ptose congênita e levar uma vida normal e saudável. Não deixe de levar seus pequenos a consultas e exames oftalmológicos com regularidade! 

 

Leia o artigo