10 motivos para você ter um retinógrafo na sua clínica

Você, como médico oftalmologista, sabe melhor do que ninguém que o Teste do Reflexo Vermelho (TRV) é um importante exame de triagem de doenças nos olhos dos bebês no momento do nascimento da criança, mas você pode ter o auxilio do RetCam para uma avaliação mais profunda . Dessa forma, a recomendação é que se faça uma avaliação com o retinógrafo mais ampliada, principalmente em crianças que tenham no histórico familiar doenças de fundo.

Hoje, a tecnologia mais avançada do mercado em mapeamento e avaliação de retina é o retinógrafo, conhecido também como Retcam.

Veja a seguir 10 motivos para você ter um retinógrafo na sua clínica:

  1. Avalia a retina com precisão;
  2. Mapeia 130 graus do globo ocular;
  3. Detecta diversas enfermidades oculares;
  4. Não há contraindicações em seu uso;
  5. Examina com rapidez e alta precisão;
  6. Fornece imagens fotográficas de alta resolução;
  7. Oferece, no monitor, a opção de ajuste das imagens por brilho, contraste e equilíbrio de cores;
  8. Auxilia no diagnóstico precoce da Retinopatia da Prematuridade (ROP) e do Retinoblastoma;
  9. Permite que as imagens sejam armazenadas no equipamento, gravadas em CD, impressas ou enviadas eletronicamente; e
  10. Possibilita que o paciente fique deitado durante o exame, facilitando a realização do procedimento em prematuros, bebês ou crianças.

Doenças que o retinógrafo pode detectar 

Estudos apontam que mais da metade dos casos de cegueira (60%) são evitáveis e que 40% dos diagnósticos têm conotação hereditária. Dentro desse contexto, é animador saber que o retinógrafo é capaz de detectar  doenças como:

  • PHPV;
  • TORCH;
  • Catarata;
  • Glaucoma;
  • Coloboma Íris;
  • Córnea Opaca;
  • Zika Congênita;
  • Cicatriz Corneal;
  • Posição do olhar;
  • Doença de Coats;
  • Coloboma Retinal;
  • Retinoblastoma (RB);
  • Síndromes Congênitas;
  • Infecções das pálpebras;
  • Shaken Baby Syndrome;
  • PHPV, Norrie & TORCH;
  • Hemorragia de Retina e Macular;
  • Retinopatia da Prematuridade (ROP);
  • Familial Exudative Vitreoretinopatia (FEVR); e
  • Ptosis e condições inflamatórias e infecciosas.

Benefício para as crianças

O retinógrafo é capaz de detectar doenças infecciosas contraídas pelas mães e que causam alterações no fundo do olho dos bebês, afetando a visão da criança. Entre elas, se destacam toxoplasmose, sífilis, herpes e zika vírus. Esta última, atinge o sistema nervoso central, comprometendo a retina. Em resumo, o diagnóstico precoce, por meio do que se chama de Teste Digital do Olhinho, é de fundamental importância para a saúde dos recém-nascidos.

Custo-benefício do retinógrafo

O retinógrafo apresenta um excelente custo-benefício para os médicos oftalmologistas, enquanto auxilia no diagnóstico precoce, controle e prevenção de doenças oculares, incluindo as severas e progressivas.

Posts Relacionados

Capa do artigo
Xantelasma: como o oftalmologista especializado em óculoplastia pode ajudar no tratamento

O corpo humano é tão rico em detalhes que é impossível conhecer tudo o que pode acontecer nele, não é mesmo? Como informação é fundamental para identificar questões que podem comprometer a saúde, o objetivo deste conteúdo é apresentar uma doença que nem sempre é reconhecida como tal, o xantelasma, bem como qual caminho seguir para tratá-la. 

O que é xantelasma? 

É um problema oftalmológico caracterizado pela formação de manchas amareladas e salientes na região das pálpebras. Ele é fruto de um distúrbio metabólico que causa o acúmulo de gordura sob a pele, os xantomas, que têm a aparência descrita anteriormente. Como pode imaginar, vem daí a origem do nome. 

Os danos dessa condição são apenas estéticos, não comprometendo a visão. Apesar disso, o xantelasma tem impacto na aparência e requer atenção, pois pode indicar um risco maior de problemas de saúde.  

O alerta se dá, pois, as manchas de gordura que surgem nas pálpebras são causadas por depósitos de lipídeos (gordura) e colesterol, podendo estar relacionadas a alterações lipídicas e metabólicas. Com isso, é possível que sejam manifestações de outros problemas de saúde, como colesterol alto e hiperlipidemia. 

O tratamento com oftalmologista estético 

Muitas vezes, as pessoas procuram por cirurgiões plásticos para tratar o problema, mas é importante lembrar que o xantelasma está diretamente relacionado à saúde dos olhos e das pálpebras. Assim, o oftalmologista especializado em oculoplastia é o profissional mais indicado para o caso. 

Além disso, é importante que o tratamento considere a avaliação detalhada da condição do paciente, considerando o histórico médico e a existência de distúrbios e enfermidades subjacentes. Um tratamento com oculoplasta incluirá um olhar abrangente (com a inspeção dos xantelasmas e testes laboratoriais de sangue para verificar os níveis sanguíneos de lipídeos e glicose), o que aumentará a segurança do processo. 

Após a análise do paciente, o tratamento irá variar conforme a gravidade do problema. Dito isso, vale destacar que atualmente há opções eficazes, como a eletrocirurgia com a tecnologia Agnes e a tecnologia Plexr Plus.  

A Plexr Plus é uma nova modalidade segura e minimamente invasiva para realizar microcirurgias em oftalmologia, reduzindo o tempo de recuperação e as possíveis complicações antes e depois do procedimento. É uma tecnologia de plasma considerada uma verdadeira revolução na oftalmologia clínica e estética, capaz de tratar mais de 10 distúrbios da superfície ocular, sendo o xantelasma uma delas. 

Dentre suas vantagens, não causa danos a outros tecidos e pode ser usada em áreas delicadas, como as pálpebras e a conjuntiva, que não são adequados para outros recursos (bisturis elétricos ou lasers). Ainda, a cirurgia com Plexr Plus não requer anestesia local ou geral, uso de pontos e tão pouco sala de cirurgia, podendo ser usada em consultório.  

Assim, é possível remover o xantelasma de forma eficiente e segura, proporcionando uma melhoria significativa na aparência das pálpebras. Além disso, o tratamento é minimamente invasivo, permitindo uma recuperação mais rápida e confortável para o paciente. 

Você tem xantelasma? 

Se você tem essa condição e deseja melhorar a aparência das suas pálpebras e verificar suas possíveis causas, agende uma consulta com um oftalmologista especializado em plástica ocular (oculoplasta).  

Aproveite a ocasião para saber mais sobre como as tecnologias Agnes e Plexr Plus podem ajudar no tratamento, conquistando um resultado estético satisfatório e seguro. 

Leia o artigo
Capa do artigo
Alerta: glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no país

O glaucoma é uma das maiores causas de cegueira no Brasil, e a pior parte é que muitas pessoas não têm consciência disso. De acordo com um recente levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), cerca de 2,5 milhões de pessoas acima de 40 anos sofrem com a patologia no Brasil, sendo que 70% não sabe disso, uma vez que esta é uma doença silenciosa.  

Dados de uma pesquisa feita pela Clínica de Oftalmologia Integrada (COI) mostraram que 47% dos brasileiros só vão ao oftalmo uma vez ao ano e 30% apenas marcam consulta quando estão com algum problema – o que torna este cenário ainda mais preocupante, considerando que o glaucoma pode ser tratado, desde que detectado precocemente.  

Além do desafio de conscientizar pacientes sobre a importância de consultas e exames preventivos, os oftalmologistas ainda enfrentam contratempos no tratamento, como aspectos regionais, considerando que em determinados lugares do país, um tratamento a laser seja o mais indicado, enquanto em outros o melhor é o colírio. Eles ajudam a diminuir a pressão ocular e mantê-la estável.  

Inovações para tratamento de glaucoma

Em quadros mais graves da doença, quando 60% do nervo óptico já está comprometido, o mais indicado para esses casos são intervenções cirúrgicas para reverter o glaucoma antes que ele cause cegueira total. A Advance Vision traz ao mercado brasileiro diversos equipamentos oftalmológicos com tecnologia de ponta que performam com segurança cirurgias não apenas de glaucoma, como catarata e vitrectomia. É o caso dos facoemulsificadores Faros e CataRhex 3, plataformas cirúrgicas de fácil manuseio que oferecem eficácia nas cirurgias oculares.  

No caso do Faros, é possível operar uma cirurgia microinvasiva do glaucoma (MIGS) com excelentes resultados a longo prazo e baixa taxa de complicações. Já o CataRhex 3 possibilita ainda maior segurança e eficiência no procedimento, por meio do HFDS, que cria um acesso direto da câmara anterior ao canal de Schlemm.  

Para entender no detalhe como cada aparelho pode ajudar no tratamento cirúrgico do glaucoma e qual o mais adequado para sua rotina clínica, acesse o site ou entre em contato com a equipe comercial da Advance Vision. 

 

 

 

Leia o artigo
Capa do artigo
Mutirões de Catarata pelo Brasil exigem cuidados adequados

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia vem alertando para o risco do contágio da bactéria pseudomonas em mutirões para cirurgia de catarata. No início de 2022, em Porto Velho, o Mutirão da Catarata atendeu a 360 pessoas, das quais 40 foram diagnosticadas posteriormente com endoftalmite, inflamação intraocular. Dessas, 13 foram causadas pela bactéria pseudomonas, cuja ação é considerada de extrema gravidade e pode levar à perda da visão. 

Mutirões da Catarata  

O Mutirão da Catarata é um evento que mobiliza variados órgãos dos poderes público e privado, além de voluntários e instituições, para viabilizar a cirurgia da catarata para a população necessitada. Esses mutirões para realização de cirurgia de catarata são muito populares em todo o Brasil e possuem uma grande importância para a população, uma vez que permite que pessoas que, muitas vezes, estão há anos aguardando a cirurgia, realizem o procedimento.  

A catarata atinge cerca de 65,2 milhões de pessoas mundialmente, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e é considerada uma das maiores causas de cegueira evitável. A catarata é uma nebulosidade total ou parcial na lente do olho, ou seja, no cristalino, levando a uma visão cada vez mais desfocada, e tem o risco aumentado com a idade. A cirurgia de catarata consiste em substituir o cristalino opaco por uma prótese chamada de lente intraocular 

Responsabilidade 

Um dos pontos mais importantes a se ter atenção durante os mutirões para cirurgia de catarata é a assepsia dos locais onde os procedimentos ocorrem. A higiene básica é o primeiro passo para evitar a contaminação por bactérias que podem causar inflamações oculares. Também é muito importante que todos os protocolos de segurança sejam seguidos, como a supervisão realizada por médicos especializados, participação de profissionais capacitados, locais apropriados para realização da cirurgia e acesso a medicação devida. 

Igualmente relevante é a orientação correta sobre higiene e os cuidados com o olho no período pós-cirúrgico. Dessa forma, o paciente corre menos risco de desenvolver complicações.  

Equipamentos oftalmológicos 

Os mutirões para cirurgia de catarata nem sempre ocorrem em clínicas ou hospitais, uma vez que visam atender a um grande número de pacientes. Por isso, é importante que os oftalmologistas que participam desse tipo de evento possuam equipamentos oftalmológicos portáteis e de fácil transporte. 

Um exemplo é o CataRhex 3, plataforma portátil, ideal para o uso em mutirões, comercializada pela Advance Vision. Com dimensões compactas e pesando apenas cinco quilos, o equipamento oftalmológico é voltado para mobilidade e portabilidade, sem que o desempenho seja comprometido. 

Especialmente em situações inusitadas ou sob pressão de tempo, é essencial que a cirurgia ocular possa ser realizada de forma simples e eficiente. É por isso que a plataforma cirúrgica CataRhex 3 foi consistentemente voltada para a facilidade de uso e dispensa navegação complicada no menu. 

Entre as principais vantagens da plataforma estão: painel de controle amigável, bomba SPEEP exclusiva para controle manual da capacidade de retenção, controle preciso de fluxo com bomba peristáltica, tecnologia easyPhaco para emulsificação segura e eficiente, capsulorhexis simples por meio da Capsulotomia HF, plataforma pronta para operação em cinco segundos e pedal multifuncional robusto e preciso. 

Leia o artigo