Tecnologia
Compartilhe:

Saiba porquê o exame do Olhinho é tão importante para a saúde infantil

Postado em 1 de dezembro de 2020 por advancevision

Da mesma forma que o bebê aprende a andar e falar, o mesmo acontece em relação à sua visão. Apesar de conseguir abrir os olhos, logo quando nasce, a visão do bebê ainda é limitada e desfocada. Por isso, garantir a saúde ocular do seu pequeno desde cedo é essencial para detectar doenças precocemente e oferecer um bom tratamento com o passar dos anos para não agravar ou até reverter o quadro. 

Cada vez mais amplos, os exames feitos logo após o nascimento, como o teste digital do olhinho, ajudam a detectar enfermidades que não costumam apresentar sintomas imediatos, mas comprometem a saúde ocular já nos primeiros meses de vida. O teste, indolor e de fácil realização, possibilita a equipe de oftalmologistas a examinar o olho do bebê descartando problemas  tais como, a catarata congênita, e o retinoblastoma – duas doenças altamente incapacitantes e que podem levar o bebê à cegueira irreversível, caso haja um agravamento no quadro. 

Quanto antes, melhor

Uma pesquisa realizada pela Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira, órgão ligado à Organização Mundial da Saúde, mostra que oito em cada dez casos de problemas oculares poderiam ser evitados, caso houvesse um diagnóstico precoce. 

Analisando os dados, é imprescindível que ainda na maternidade, seja realizado o teste do olhinho ou teste do reflexo vermelho (TRV), como também é conhecido, para avaliar a saúde ocular do seu filho.  

O exame consiste na emissão de luz direto no olho do recém-nascido e o resultado disso se baseia na cor reproduzida nos olhos. Ou seja, quando essa luz atinge a retina, os olhos que estão com a saúde ocular em dia refletem tons vermelhos e quando há alguma alteração na visão não é possível observar o reflexo ou a qualidade é ruim, apresentando, dessa forma, um tom esbranquiçado. A comparação do reflexo dos olhos também é importante pois detecta problemas como o estrabismo. 

Apesar de ser uma opção conhecida e segura, o  teste do reflexo vermelho ainda possui um diagnóstico primário, já que não consegue inspecionar o fundo de olho. Por isso, ter o auxílio do RetCam para uma avaliação mais profunda, ajuda num diagnóstico mais completo e possibilita um mapeamento e avaliação de retina com precisão. 

Teste Digital do Olhinho: vale a pena um diagnóstico completo!

O Teste Digital do Olhinho com RetCam complementa a avaliação do TRV, pois avalia o segmento posterior, através de imagens fotográficas de alta resolução. Considerado a tecnologia mais avançada atualmente para avaliação de retina, ele mapeia 130 graus do globo ocular e detecta diversas enfermidades como glaucoma, catarata, cicatriz corneal, retinoblastoma, síndromes congênitas entre outras. 

Além disso, o retinógrafo é capaz de detectar doenças infecciosas contraídas pelas mães e que causam alterações no fundo do olho, afetando a saúde ocular dos bebês. Alguns exemplos são: toxoplasmose, sífilis, herpes e zika vírus. Esta última, atinge inclusive o sistema nervoso central, comprometendo a retina. 

Como funciona o teste com RetCam?

É um exame rápido e seguro. A pupila da criança é dilatada com um colírio recomendado pela equipe de oftalmopediatria e, em seguida é adicionado um gel de interface entre o olho do bebê e a lente do Retcam. 

A partir disso, as imagens da retina são feitas com câmeras de alta resolução e ampliadas em um monitor com os ajustes necessários para que o time de oftalmopediatria tenha uma imagem de excelente qualidade e fácil diagnóstico. 

 

Prevenção garantida!

O teste digital do olhinho é  um aliado da  oftalmopediatria, uma excelente forma de completar a avaliação ocular tradicional no bebê e proporcionar um diagnóstico precoce e encaminhamento para o tratamento adequado caso seja necessário. Fundamental para a saúde ocular  e para garantir o bem-estar (no longo prazo) das crianças.


Posts Relacionados