Miopia
Compartilhe:

Aconselhamento correto sobre uso de telas ajuda pais a protegerem visão dos filhos

Postado em 27 de abril de 2021 por advancevision

De acordo com o CBO – Conselho Brasileiro de Oftalmologia, problemas da visão infantil, tais como a miopia infantil e outros, atingem 20% dessa população. O diagnóstico para o tratamento e a prevenção contra o agravamento de algumas dessas doenças são fundamentais, o teste do olhinho, ao nascimento é indispensável.

Contudo, o comportamento nosso e o dos nossos pequenos, também podem impactar negativamente na saúde da visão, em especial da visão infantil. O uso prolongado e contínuo de telas luminescentes, por exemplo, pode levar ao desenvolvimento de estrabismo em crianças e adolescentes.

Existe, até mesmo, um nome próprio para um tipo de doença ocular causada pelo uso prolongado de telas. Essa é a Síndrome Visual do Computador (SVC). Os problemas relacionados a essa síndrome são verificados em todas as idades. 

Na era da tecnologia que vivemos, em que temos que nos acostumar a passar longas horas com nossos olhos direcionados a estes dispositivos e, particularmente, neste momento de pandemia que estamos vivendo, em que temos ficado mais em casa, este tempo também tende a aumentar – e com ele, a ocorrência de problemas oculares.

Por isso, é importante entendermos como fazer o uso correto, bem como conhecer os riscos.

Problemas da SVC na visão infantil

A Síndrome Visual do Computador (SVC) engloba os sintomas que são relacionados ao uso contínuo prolongado de telas. Estima-se que os sinais podem surgir quando do uso contínuo de eletrônicos por mais de duas horas. Entre os sintomas, estão: sensação de olho seco; redução do número de piscadas; redução na produção lacrimal basal; vista embaçada, borrada ou duplicada; e alguns sinais que indicam presença de SVC são dor de cabeça; ardência; coceira; lacrimejamento e olhos avermelhados. 

Segundo especialistas, a SVC pode agravar ou ocasionar o surgimento de miopia, inclusive, miopia infantil. Tudo isso ocorre porque, além de piscarmos até 60% menos quando estamos diante de telas, há um esforço maior em focar de perto. A repetição desse esforço e a redução das piscadas pelas longas horas, todos os dias, estão na origem destes inconvenientes.

Prevenção da SVC e outros problemas na visão infantil

Além daquilo que já é o comum em termos de diagnóstico de doenças congênitas e prevenção de problemas oculares da visão infantil, como o Teste do Olhinho nas primeiras semanas de vida, devemos reforçar a importância de uma reavaliação entre 6 meses e 1 ano e, posteriormente, as visitas anuais ao oftalmologista. Exames mais completos, como o exame de fundo de olho, com Retinógrafo, também são recomendados para crianças. 

Para prevenção da SVC, em particular, a regra do 20-20-20 é aplicável. Ou seja, a cada 20 minutos de uso, fazer uma pausa de 20 minutos e olhar para um objeto  a cerca de 20 pés de distância (6 metros). O bom uso das telas também inclui intercalá-las com atividades ao ar livre. É recomendado piscar com mais frequência, para aumentar a lubrificação dos olhos.


Posts Relacionados