Notícias
Compartilhe:

Correção de catarata: saiba quais são as lentes indicadas

Postado em 15 de abril de 2021 por advancevision

A catarata é um dos problemas de visão mais comuns entre os idosos, e a incidência da condição tem aumentado muito nos últimos anos. Segundo o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), o número de cirurgias realizadas pelo SUS para catarata dobrou no período entre 2009 e 2019. A cirurgia para corrigir a visão afetada pela catarata é atualmente o único método de tratamento efetivo para esta condição. Dado o aumento de procura deste procedimento, é importante ter um entendimento sobre cada tipo de lente intraocular que será usada na cirurgia para corrigir a visão.

Como funciona a cirurgia para corrigir a visão em um paciente com catarata?

A catarata é uma doença que afeta o cristalino do olho, tornando-o opaco. Isso faz com que o paciente tenha a visão embaçada, sem contraste e, conforme a doença progride, pode chegar a causar a perda total da visão.

A cirurgia para corrigir a visão afetada pela catarata consiste justamente em substituir o cristalino do olho opacificado por uma prótese artificial, chamada de lente intraocular. Essa lente passa a desenvolver o trabalho que o cristalino desenvolvia no olho, podendo reverter até casos de cegueira causados pela catarata.

Antes da realização do procedimento, o oftalmologista deve informar ao paciente que existem alguns tipos diferentes de lentes intraoculares, com características e benefícios distintos. Essas características são importantes de serem consideradas, pois lentes diferentes também tratarão problemas diferentes de visão além da catarata. Deve ser realizado um exame oftalmológico com o paciente para orientar qual a melhor opção para o seu caso, de acordo com quais outras condições podem estar presentes. Listamos a seguir os tipos de lentes, com uma breve descrição de suas características particulares.

Tipos de lente intraocular

Lentes Monofocais Esféricas: essa é a tecnologia mais comum tanto no setor privado quanto no público. Essas lentes possuem apenas um foco, por isso podem tratar apenas a miopia ou a hipermetropia.
Lentes Monofocais Asféricas: essas lentes são de uma tecnologia superior, capaz de corrigir aberrações ópticas oculares de alta ordem, além da miopia e da hipermetropia.

Lentes Multifocais: lentes de tecnologia premium, capazes de corrigir a visão de longe, intermediária e de perto. Essa versatilidade permite que essa lente dê uma independência visual maior ao paciente.
Lentes Monofocais Tóricas: também são lentes de tecnologia premium. Essas lentes podem corrigir eficientemente o astigmatismo acima de 1,0 grau.

Lentes Multifocais Tóricas: combinando ambas as tecnologias, essa lente tem uma eficácia maior contra o astigmatismo, visto que as lentes multifocais normais não são tão eficientes nesses casos. É ideal para pacientes que buscam a multifocalidade e que possuam astigmatismo corneal maior que 0.75.

E quanto às lentes ICL?

As lentes intraoculares ICL não são indicadas para o tratamento de catarata. Isso se deve ao fato de que a cirurgia para corrigir a visão com lentes ICL não remove o cristalino do olho. Miopia e astigmatismo, que são as principais condições corrigidas pela ICL, são erros refrativos no olho, o que torna desnecessário qualquer alteração do cristalino. Dito isso, pacientes que já foram operados, ou vão operar a catarata, também podem fazer implantes ICL sem problemas.

Clique aqui para conhecer mais sobre as lentes ICL, e a gama de condições visuais corrigíveis pela mesma.


Posts Relacionados