Miopia
Compartilhe:

Pesquisas sobre a lente intraocular ICL que você não pode deixar de ler

Postado em 15 de setembro de 2020 por advancevision

A miopia é uma condição muito comum na população e o estilo de vida atual com excesso de telas e pouca vida ao ar livre, tende a aumentar o número de míopes. Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), há 59 milhões de pessoas com essa condição no Brasil, mais de 25% da população. Em todo o mundo, o número de pessoas com miopia chega a 2,6 bilhões.   

Com esses dados, a chegada da lente intraocular ICL no Brasil é um grande passo de inovação. Afinal, ao longo de sua trajetória de 20 anos no mercado e mais de um milhão de implantes realizados ao redor do mundo, ela se mostrou uma cirurgia segura e com resultados satisfatórios tanto para o médico quanto para o paciente. Confira os estudos realizados por especialistas no assunto.  

20 anos de Liberdade Visual com lente ICL 

Realizado pelo primeiro cirurgião do mundo a implantar a EVO Visian ICL, Dr.  Tobias H. Neuhann, o estudo faz uma análise da condição das lentes após 20 anos de uso. No registro o médico descreve o caso de uma paciente que realizou o procedimento em 1999, aos 49 anos de idade. Na época, ela possuía refração de -8,00 D no olho direito e -8,50 D no esquerdo. 

Após a cirurgia, ela não dependia mais de óculos e, durante as consultas, ela se mostrou incrivelmente satisfeita com os resultados. De acordo com o doutor, “Ela sempre me dizia que foi a melhor decisão que tomou e o melhor investimento que já fez”. 

Já em 2019, ela relatou uma piora na visão e os exames constataram que ela estava com catarata. Então, foi decidido que o melhor procedimento a ser realizado era a extração de catarata assistida por laser de femtossegundo com explante da lente intraocular ICL. 

Com a cirurgia nos olhos, foi possível ver que mesmo após todo o tempo de recuperação e os 20 anos de uso, a lente intraocular ICL estava em ótimo estado. Ela se mantinha clara, sem pigmentos ou sangue. Ou seja, mesmo após duas décadas de seu implante, a paciente ainda tinha uma lente limpa e que oferecia uma excelente qualidade de visão. 

Risco de descolamento regmatogênico da retina: Troca de lentes refrativas x EVO Visian ICL 

A pesquisa realizada pelo Doutor Frank Kerkhoff, médico e PHD, cirurgião de segmentos anteriores e posteriores há mais de 20 anos, relata que a maior preocupação na troca de lente refrativa (RLE) para a lente intraocular fácica é o descolamento de retina. 

O médico explica que o descolamento vítreo posterior não é induzido pela lente intraocular, sendo que o RRD costuma estar relacionado com o PVD. Ou seja, as lentes EVO Visian ICL, não apresentam risco maior para RRD, quando comparadas a cirurgia de catarata ou RLE. 

Desta forma, Kerkhoff explica que pela sua experiência em cirurgia nos olhos, tempo de recuperação e riscos para diferentes idades, gêneros e histórico de saúde do indivíduo, ele prefere o implante da lente intraocular ICL em qualquer paciente com menos de 55 anos. 

Ele ressalta, entretanto, a importância da realização de um perfil eficaz de risco, utilizando a calculadora.  

Não há dúvidas de que a lente intraocular ICL está trazendo grandes mudanças para o mercado de oftalmologia. Além disso, é um investimento que transforma vidas. 

Hoje, os números de interessados nas lentes EVO Visian ICL aumentou expressivamente, sendo que cerca de 100 pacientes chegam mensalmente através do nosso localizador de médicos, e são enviados para os médicos certificados.  

 Para entender mais sobre o procedimento, confira a matéria: Fatores que tornam cirurgia de correção de miopia intraocular mais segura que demais procedimentos. 


Posts Relacionados